A sério — saia sempre do escritório a horas

Tradução algo livre e nada profis­sion­al do tex­to reti­ra­do de https://www.linkedin.com/pulse/really-always-leave-office-time-andrew-mcgregor

Recen­te­mente, par­til­hei uma imagem e comentei sobre o porquê de eu acred­i­tar geni­u­na­mente que todos deve­mos praticar a arte de sair do escritório a horas. Admi­to que não esper­a­da os 3 mil e tal ‘likes’ e cen­te­nas de comen­tários, con­tu­do, que­ria par­til­har o porquê de eu acred­i­tar gen­uina­mente que para atin­gir o pinácu­lo tan­to da vida profis­sion­al como pes­soal, ao mes­mo tem­po, deve­mos prestar abso­lu­ta atenção e ‘sair do escritório a horas’.

Durante os pas­sa­dos 10 anos, ouvi con­stan­te­mente a mar­avil­hosa frase ‘equi­líbrio entre tra­bal­ho e vida’. Este é um con­ceito que inclui uma boa pri­or­i­ti­za­ção entre ‘tra­bal­ho’ (car­reira profis­sion­al) e ‘vida’ (saúde, laz­er, família e desen­volvi­men­to espiritual/meditação).

Então o que quer isto tudo diz­er e por que é que eu acred­i­to geni­u­na­mente que se deve sair do escritório a horas?

  1. Tra­bal­ho é um proces­so sem fim - É um fac­to e mais vale habit­u­ar­mo-nos a isto, por isso, pare de se focar em ape­nas 1 dia ou 1 sem­ana e comece a plan­ear uma car­reira. Assim, passe a dom­i­nar as fac­ul­dades da gestão do tem­po e pare de ten­tar faz­er tudo num dia!
  2. Os inter­ess­es de um cliente são impor­tantes, mas a família tam­bém — Hon­es­ta­mente, acho ridícu­los os comen­tários que afir­mam que 2 horas ao serão são sufi­cientes para a vos­sa família, mas na real­i­dade, não são. Será sem­pre mais enrique­ce­dor que um cliente, por isso, dê-lhes o tem­po que eles mere­cem.
  3. Se sofr­er uma que­da na vida, nem o seu cliente nem o seu chefe o aju­darão, a sua família fa-lo-á. — Não me leve a mal, mas esta­va em con­fli­to com isto enquan­to ten­ta­va ser bom chefe e ten­ta­va aju­dar, ape­nas ten­tan­do, mas a família aju­dará sem­pre.
  4. A vida não é só tra­bal­ho, escritório e cliente — Gos­to imen­so das pes­soas e da indús­tria para a qual tra­bal­ho e quan­do cel­e­bramos é fan­tás­ti­co, mas sabem que mais? É só um momen­to. Com ami­gos e família, os bons momen­tos são con­tín­u­os e sem esper­ar por eles. Apre­cie seus momen­tos com a família e ami­gos e exper­i­mente novas aven­turas com eles tam­bém.
  5. Uma pes­soa que fica até mais tarde no escritório não é uma pes­soa tra­bal­hado­ra — Este pon­to levan­tou mui­ta dis­pu­ta na min­ha pub­li­cação orig­i­nal e com­preen­do que mui­ta gente não con­corde, mas eu ten­ho uma visão difer­ente. Apren­di em 10 anos de recru­ta­men­to que todos os que são capazes de tra­bal­har efec­ti­va­mente no tem­po que lhes é con­ce­di­do são alta­mente bem suce­di­dos e gozam de um grande equi­líbrio entre tra­bal­ho e casa. Se tra­bal­ha 10–12 horas peço-lhe que olhe para o que está a ten­tar alcançar e ques­tione se terá real­mente bene­fí­cios acres­cen­ta­dos. Planeie o sei dia antes de o começar; não o faça às 8 horas ou 8 e meia depois do dia começar, pois estará já a perseguir a própria cau­da. Não seja tolo.
  6. Não estu­do ard­u­a­mente ou lutou pela vida para se tornar uma máquina — As máquinas podem fun­cionar 24 horas por dia des­de que ten­ham o com­bustív­el cer­to. Você não pode; bal­an­ceie a sua vida, lem­bre-se que tem 24 horas: 8 para dormir, 8 para tra­bal­har e 8 para faz­er o que quis­er!
  7. Se o seu patrão o obri­ga a tra­bal­har até tarde — Sabe o que eu sou, um patrão. Se tiv­er que pedir a alguém para tra­bal­har até tarde, ou mes­mo se eu tra­bal­har até tarde, sou um tolo. Até à data, nun­ca pedi a ninguém para tra­bal­har até tarde, nem nun­ca o farei. Pra­tique o que pre­ga.

Eu pode­ria con­tin­uar por horas, dado que este é um assun­to que me é queri­do. Fui o fil­ho de um pai que rara­mente via dev­i­do ao tra­bal­ho. Vi famílias inteiras des­feitas por colo­carem o tra­bal­ho à frente da família. Ouvi falar de pais novos que fale­ce­r­am dev­i­do ao stress no tra­bal­ho e por tra­bal­harem 16 horas por dia.

SAIA SEMPRE DO ESCRITÓRIO A HORAS.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *